O Encontro Nordestino de Parkour é único. A história desse evento é bastante interessante: no carnaval de 2008 eu e alguns amigos nos demos conta de que o melhor lugar do mundo para se estar naquele feriado seria juntos e treinando Parkour. Decidido isso o convite foi feito para todos que se sentiam assim também. Tudo foi feito na correria, sem muito planejamento. E quando a gente olhou pro lado estávamos pela primeira vez diante de 5 estados nordestinos debaixo do mesmo teto.

O foco desse evento não é o treino. Não é a programação e muito menos atrações, palestras ou convidados especiais. O foco do nordestino é você: praticante ou pessoa de bom gosto. É você: amigo que só vemos uma vez por ano. Acredito que todo mundo que já foi pra evento de Parkour alguma vez retornou dele com o gosto amargo de não ter tido tempo pra desfrutar da presença de alguém… Saiba então que no nordestino isso NUNCA ACONTECE! Sabe porquê? Porque o nosso interesse é justamente aproximar pessoas apaixonadas pelo Parkour o máximo de tempo possível!!! Nele você tem tempo pra tudo!

É diferente você dormir, acordar, jantar, almoçar, escovar os dentes e tomar banho com a galera do evento. Calor humano é muito importante! Então, pra gente, é essencial ter tempo suficiente para brincar, conversar besteira, deitar no colo, tirar todas as fotos que tiver vontade e dividir o seu colchão, lençol e comida com quem está sem. Por esse motivo que o evento dura NO MÍNIMO 3 dias, seguidos, sem pausa. É um retiro espiritual pra quem não desejaria jamais estar em outro lugar. Os olhares se cruzam, e sem trocar uma só palavra, você se enxerga na pessoa que nunca viu na vida, mas que está ali do seu lado.

Os laços que são criados no nordestino são sempre levados pra casa e se tornam memórias pro resto da vida. Algumas das minhas maiores amizades foram construídas dentro dele (e várias das minhas inimizades foram desfeitas nele também). Eu acredito que o melhor do Parkour, além da visão fantástica e rebelde de se encarar o meio ao redor e as adversidades da vida, é a pessoa que é apaixonada por ele! E no nordestino todos respiram essa paixão 24 horas por dia!

Sabe porque eu escrevi tudo isso? Porque já há algum tempo muitos me questionam a respeito do “espírito dos eventos de Parkour”. Que não existem mais encontros legais como os que aconteciam antigamente. E eu sempre pergunto a mesma coisa para essas pessoas: “Você teria como ir pro próximo nordestino?”.

Esse texto é apenas um convite para você que é também um apaixonado pelo Parkour. Ou pra você que anda meio cabisbaixo, não muito contente com a prática e que nem se lembra mais o motivo de treinar. Eu imploro: se dê esse presente nos próximos anos. Se permita sentir essa energia.  Se permita treinar até seu corpo dizer que você é um retardado e precisa descansar (no encontro, sempre, eu disse SEMPRE, tem alguém treinando. Não importa a hora!). Ou vá e simplesmente não treine. Só aproveite a presença das pessoas e respire o mesmo ar que a gente. Mas participe um dia de um nordestino…

Eu te garanto, com cada centímetro da minha precisão, que você não irá se decepcionar. Vai valer cada esforço seu pra estar lá! Palavra de um nordestino bobo e com sorriso amarelo no rosto.