Evito fazer posts curtos ou com pouco significado aqui. Tenho deixado a página do facebook para postar vídeos e coisas mais leves e o blog para informações mais densas. Entretanto, algumas excessões podem acontecer. Neste caso apresento um vídeo que me trouxe bastante felicidade em assistir, a ponto de parar tudo o que estava fazendo e ir fazer algumas barras de tão empolgado que fiquei.

Gorillaz 2014, Rise of the Silver Backs, mostra uma rotina de treino com vários elementos, podendo servir de modelo para praticantes de todos os lugares. Uma das coisas interessantes é como o vídeo dialoga diretamente com o que vimos na primeira parte dos textos de “50 formas de ser e durar no Parkour“, do Blane. Se puder ler o texto antes de assistir ao vídeo, ao assistir terá a sensação de que o texto estava narrando várias daquelas situações.

O contexto serve para eliminar alguns mitos sobre “Ser grande demais e se movimentar de forma dura”, “O Parkour é melhor se você só treinar com o peso do corpo” e vários outros mitos que se perpetuaram por muitos anos. Existem várias formas diferentes de se treinar, cada um se adapta ao que funciona e abandona o que não trouxe resultado.

Para mim foi extremamente inspirador, espero que para vocês também.