Para quem já está há muitos anos nesse meio, este é um assunto que começa com uma larga lista de recomendações, explicações sobre não precisar de tênis e a necessidade de ser capaz de treinar com qualquer calçado. Todo esse discurso é necessário E MUITO IMPORTANTE, mas raramente a resposta da pergunta aparece diretamente.

A verdade é que não existe um calçado perfeito para o Parkour, uma vez que todas as tentativas de desenvolver um tênis específico falharam brutalmente. O que acontece é a escolha de calçados por características que nós gostamos mais. Por isso, para quebrar esta dúvida de quem está chegando, resolvi fazer este post explicativo, apontando as principais escolhas dos praticantes e o motivo destas escolhas.

Custo Benefício

O primeiro item que usamos para escolher um calçado é seu preço. Os calçados duram bem pouco quando esfregamos eles no muro com muita frequência, então procurar um tênis para Parkour que não seja caro e tenha alta durabilidade é o primeiro dos objetivos da maioria dos praticantes. A maioria que vem para esta opção não está muito preocupada com a estética e muito menos o conforto. O objetivo é durar bastante e ter um mínimo de aderência na sola para não escorregar na parede.

Neste quesito o VL 2500 é uma das escolhas  preferidas dos praticantes. Por ser um calçado que custa bem menos de 100 reais, e ema algumas promoções chega a custar 40, o Rainha VL 2500 virou um dos tênis mais utilizados pelos tracers.

Na Netshoes ele está custando 54,90 

tnis-rainha-eco-vl-2500-300x300

Tradição e Baixo Custo

Existe um tênis que continua no Parkour por sua grande tradição e pelo seu incrível baixo custo.  O Kalenji chegou no Brasil com a visita de Daniel Ilabaca, e não demorou muito para que todos descobrissem que aquele tênis que ele usava custava uma mixaria. O valor do modelo antigo era 39,90, possuía uma sola aderente e era extremamente leve. O tempo foi e o Kalenji mudou seu modelo (pra pior), mas sua fama e baixo custo continuaram atraentes, se mantendo um dos tênis mais populares entre os tracers, principalmente os que moram próximos as lojas Decathlon. Dos escolhidos aqui, este é o tênis que possui mais amortecimento.

Na decathlon o Kalenji Ekiden custa R$ 69,90

tenis-ekiden-50_5484647_1372500

Leveza, Aderência e Estética

A minha escolha é um pouco diferente. Como costumo usar o tênis de treino para andar no cotidiano e fazer um monte de outras coisas, gosto de ter um tênis mais bonito (me julguem :P). Este tênis foi uma verdadeira surpresa pra mim, apesar do preço mais salgado (em São Paulo rolou uma promoção e um monte de gente comprou super barato), o Adidas Boat Lace é um dos melhores tênis que já usei pra treinar. O tênis é incrivelmente leve e tem uma aderência que chega a ser desonesta de tão grande. Seu solado é vazado, facilitando a entrada e saída de agua. Pra quem treina na chuva é excelente para não empossar agua dentro do tênis. Quem só treina no seco, não precisa se importar em molhar.

O grande ponto negativo do Adidas Boat é seu preço, bem acima da média dos outros tênis. Confesso que apesar do preço mais salgado, não me vejo treinando com outro tênis, logo depois de comprar o primeiro fiz o pedido de um segundo, para deixar de reserva.

Na Netshoes o Adidas Boat Lace custa R$ 199,00 

ADIDAS_BOAT_CC_LACE_OUTDOOR_PLEIN_AIR_3

Menor Preço de Todos

Existe um tênis que é o favorito quando o assunto é preço, mas deixa bastante a desejar quanto a durabilidade

O Feiyue é um tênis originalmente utilizado por praticantes de Kung Fu, mas que pela maleabilidade, pouco peso e custo baixíssimo, foi rapidamente adotado pelos tracers. Seu preço vai variar entre 20 e 35 reais em lojas de artigos para artes marciais, mas fique atento, um salto de braço num muro um pouco mais chapiscado pode abrir um buraco na sola. Por algum motivo este tênis vem encarecendo, parece que virou tendência na moda hipster britânica e depois disso o preço disparou.

feiyue-martial-arts-shoes-white_2

Amortecimento

Para o iniciantes este sempre parece ser o primeiro critério, mas que para os praticantes mais antigos é o menos importante. Saltos de grandes alturas são bastante raros nos treinamentos, ocorrendo com menos frequência do que a maioria das pessoas imagina. A necessidade de amortecimento, que o leigo acredita estar no tênis é suprida pela força das pernas, a técnica de landing e em casos mais extremos o rolamento. Por isso amortecimento não é um item tão importante para os praticantes. Normalmente tênis com molas ou amortecedores acabam dificultando a estabilidade e facilitando torções, o que para quem está saltando e correndo em terrenos irregulares pode representar um grande risco.

denied

O melhor tênis para parkour depende de você

Cada um tem uma preferência e ao contrário de todos os esportes e atividades físicas onde existe um calçado específico e a grande maioria costuma seguir uma tendência, no Parkour isso acontece menos. Aqui quanto mais dinheiro você gastar em “equipamentos” para treinar, pior o negócio que está fazendo. Tente ter em mente que o tênis não vai te fazer um melhor praticante ou ter um desempenho amplificado. Por isso procurar qual o calçado ideal para você (até mesmo a ausência de tal) é extremamente importante, e mais ainda, entender que você não precisa dele.